sexta-feira, 18 de maio de 2018

Resiste, Carolina, em BH/MG: Pela dignidade humana, pelo direito à mora...

Reunião de Apoio à Ocupação Carolina Maria de Jesus/BH/MG: Por respeito à dignidade humana, pelo sagrado direito à moradia. 1ª Parte. 09/5/2018.

Com a possibilidade de iminente despejo, amplia e se fortalece a Rede de Apoio às famílias da Ocupação-Comunidade  Carolina Maria de Jesus. Em reunião realizada no prédio da Ocupação, localizado no centro de Belo Horizonte, na Avenida Afonso Pena, 2300, Bairro Funcionários, moradores e apoiadores manifestaram-se determinados pela continuidade da luta e resistência e abertos à negociação na Mesa de Diálogos do Governo de MG, para que se chegue, senão à decisão pela permanência no prédio, (decisão mais justa e sensata a se tomar) a alternativa prévia e digna para as famílias. "Se for para sair, que seja para moradias iguais ou melhores", cobra o MLB. Depoimentos e relatos de moradores e apoiadores deixam clara a situação de  descaso do Poder Público – tanto por parte da Prefeitura de Belo Horizonte, como do Governo de Minas Gerais – com a política habitacional e a forma insensata e desrespeitosa com que têm conduzido os processos de ocupação, além de não cumprir o que prometem. Pelo direito à cidade, pelo sagrado direito à moradia, a palavra de ordem é”: “Resiste, Carolina.”

Filmagem feita por Stéfane, moradora da Ocupação Carolina Maria de Jesus. Apoio de frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT-MG. Belo Horizonte/MG, 09/5/2018.

* Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander e assista a outros vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.



#freigilvander


quinta-feira, 17 de maio de 2018

Lutar e crer! Culto Ecumênico no Acampamento Nova Jerusalém/Nova Serrana...

Lutar e crer! - Culto Ecumênico no Acampamento Nova Jerusalém, em Nova Serrana, MG.  5ª Parte. 28/4/2018.

Lutar e crer! O Deus da Vida caminha lado a lado com o povo injustiçado. Animados pela fé que lhes garante essa certeza, as famílias do Acampamento Nova Jerusalém, em Nova Serrana, centro-oeste de MG, reuniram-se, no dia 28/4/2018, para a celebração de um Culto Ecumênico presidido por frei Gilvander Moreira. Iluminados pela Palavra de Deus, todos e todas celebraram sua luta pelo direito à terra, pelo direito à moradia, pelo direito à dignidade humana que lhes é concedida por Deus. A covardia e a injustiça do despejo a que foram submetidas essas famílias não lhes tira o ardor nessa luta justa  pelo retorno às suas casas na fazenda Canta Galo, para que possam usufruir da terra que, por direito, lhes pertence e ali, em comunidade, voltar a construir a vida  em harmonia uns com os outros e com a natureza, de forma digna, solidária e fraterna. Nesse vídeo, a participação do Pastor Antônio Nogueira, do Acampamento Nova Jerusalém, com relato/testemunho eloquente que  motiva  à continuidade da luta necessária.

*Filmagem de Luciana, do Acampamento Nova Jerusalém.  Coordenação de frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT-MG. Nova Serrana/MG, 28-4-2018.

* Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander e assista a outros vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.



#freigilvander 


quarta-feira, 16 de maio de 2018

Deus criou a terra para todos. Culto/Acampamento Nova Jerusalém/Nova Ser...

Deus criou a terra para todos. Culto Ecumênico no Acampamento Nova Jerusalém, em Nova Serrana, Belo Horizonte/MG.  4ª Parte. 28/4/2018.

Famílias da Ocupação-Comunidade Nova Jerusalém, despejadas, injusta e covardemente da Fazenda Canta Galo, no município de Nova Serrana, centro-oeste de MG, por determinação judicial cumprida pela Polícia Militar de MG, com aval do Governo de MG e a pedido da Prefeitura de Nova Serrana, formam agora o  Acampamento Nova Jerusalém, próximo da fazenda Canta Galo. No dia 28/4/2018, com Culto Ecumênico presidido por frei Gilvander, celebraram a sua história, sua luta pela terra e por moradia digna,  sua convivência harmoniosa com a Mãe Terra, a Irmã Água e toda a Natureza. Na fazenda Canta Galo plantavam cerca de 60 hectares, de forma agroecológica, sem uso de venenos e colhiam alimentos saudáveis que, além de alimentar a comunidade, eram também vendidos e geravam renda às famílias. No Culto Ecumênico celebraram também a força renovada para a continuidade dessa luta por direitos, inspirados no Evangelho de Jesus de Nazaré, que não se curvou para os poderosos e sempre manteve-se firme na defesa dos empobrecidos e injustiçados, na luta pela vida e vida em abundância para todos e todas. Nesse vídeo, a participação da Professora Tânia e do Professor Albino, de Belo Horizonte, que ali representavam a Rede de Solidariedade formada em Belo Horizonte, em apoio às famílias do Acampamento Nova Jerusalém.

*Filmagem de Luciana, do Acampamento Nova Jerusalém.  Coordenação de frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT-MG. Nova Serrana/MG, 28/4/2018.

* Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander e assista a outros vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.



#freigilvander 


domingo, 13 de maio de 2018

O clamor das crianças da Ocupação Carolina Maria de Jesus/BH/MG - Ternur...

O clamor das crianças da Ocupação Carolina Maria de Jesus, contra o despejo: ternura e resistência, em BH, MG. 10/5/2018.

Há 8 meses, o MLB (Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas) com as lideranças da Ocupação Carolina Maria de Jesus, no prédio situado na Avenida Afonso Pena, 2.300, Bairro Funcionários, no centro de Belo Horizonte/MG, em luta pelo direito à cidade, pelo sagrado direito à moradia, têm desenvolvido diversos projetos de formação com as crianças da Ocupação, além de lhes oferecer duas Creches Comunitárias, alimentação saudável incluindo verduras e legumes da horta comunitária da Ocupação em um ambiente de harmonia e prática de bons hábitos. Conscientes da possibilidade do injusto despejo iminente e já bem conscientes também dos seus direitos, as crianças da Ocupação-Carolina Maria de Jesus clamam por respeito e justiça e fazem da sua voz um canto de ternura e resistência.
*Vídeo enviado por moradores da Ocupação-Comunidade Carolina Maria de Jesus. Apoio: Frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI.

Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT-MG. Belo Horizonte/10/5/2018. * Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander e assista a outros vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.



#freigilvander 


quinta-feira, 10 de maio de 2018

No fel da injustiça, a partilha da vida no Acampamento Nova Jerusalém, N...

No fel da injustiça, a partilha da vida no Acampamento Nova Jerusalém, de Sem Terra, em Nova Serrana/MG. 28/4/2018.

Frei Gilvander Moreira e amigos da Rede de Apoio visitam o Acampamento Nova Jerusalém, em Nova Serrana, centro-oeste de Minas Gerais, dois dias após o covarde e injusto despejo sofrido pelas 120 famílias. Melhor dizendo, três despejos em dois dias. Foram despejados da fazenda Canta Galo, de propriedade do Governo de Minas Gerais - mas cedida ao município de Nova Serrana -,  onde estavam há mais de 6 anos, cuidando da terra, cuidando do rio Pará, produzindo alimentos sadios, sem uso de agrotóxicos, convivendo em harmonia uns com os outros e com a Mãe Natureza, construindo libertação, cidadania, paz. Pela quarta vez, as famílias levantaram acampamento, onde permanecem, próximo à fazenda Canto Galo. Mesmo amargando o fel da injustiça pelo despejo, pelo descaso do Poder Público, por verem bois tendo direito a pastar no terreno que lhes pertence por direito, onde estão suas casas, construídas com tanto sacrifício e, agora, arrombadas, ainda assim   permanecem firmes na luta e conseguem saborear o doce sabor da esperança pela partilha da vida, da fé, da união que os fortalece e os anima nessa luta necessária por direitos.

*Reportagem em vídeo de frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT/MG.  Nova Serrana/MG, 28/4/2018.

 * Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander e assista a outros vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.






Dra. Ana Cláudia: Milícia é afronta à CF/88 e aos direitos. Na ALMG. 25/...

Dra. Ana Cláudia, Defensora Pública: “A omissão do Judiciário e dos Governos com a Reforma Agrária faz aumentar os conflitos no campo”. Na ALMG, em BH/MG. Conflitos fundiários no norte de MG. 25/4/2018.

Audiência Pública foi realizada pela Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, em Belo Horizonte, MG, para tratar da denúncia da ação de violência de milícias armadas no norte de Minas Gerais, comandada por latifundiários, contra camponeses e camponesas em Ocupações-Comunidades, em áreas públicas,  exercendo seu direito legal de lutar por terra e moradia que lhes garantam a sobrevivência com dignidade. Nesse vídeo, a intervenção firme da Defensora Pública do Estado de Minas Gerais, Dra. Ana Cláudia da Silva Alexandre Storch, que atribui à omissão do Poder Judiciário e dos Governos em relação à política pública de Reforma Agrária, como fator determinante do aumento dos conflitos agrários, no norte de Minas. 

*Vídeo original: TV Assembleia – ALMG. Apoio: Frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT/MG. Belo Horizonte/MG, 25/4/2018.

* Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander e assista a outros vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.






quarta-feira, 9 de maio de 2018

Dr. Renato Mendonça: Impor medidas contra a violência no campo. Na ALMG,...

Dr. Renato Mendonça, Promotor de Justiça: Medidas cabíveis para cessar esses atos violentos que acontecem no norte de Minas. Audiência Pública na ALMG. Conflitos fundiários no norte de MG. 25/4/2018.

Audiência Pública da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, realizada no dia 25/4/2018, em Belo Horizonte, MG, tratou da denúncia da crescente violência no campo, no norte de Minas Gerais, praticada por milícias armadas, a mando de latifundiários, causando terror às famílias das Ocupações-Comunidades camponesas que, por direito garantido na Constituição Federal, lutam por terra e moradia para que possam sobreviver com dignidade, em harmonia com o meio ambiente, produzindo alimentos saudáveis, sem veneno, em paz. Nesse vídeo, a intervenção do Promotor de Justiça, Dr. Renato Mendonça, da Promotoria de Conflitos Agrários do Ministério Público de Minas Gerais, que fala do posicionamento do Ministério Público em relação a essas ações de quem se coloca acima da lei, e da determinação em impor medidas que estanquem essa violência contra os camponeses e as camponesas.

*Vídeo original: TV Assembleia – ALMG. Apoio: Frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT/MG. Belo Horizonte/MG, 25/4/2018.

* Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander e assista a outros vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.






Resiste, Carolina! Negociação, já! Despejo, não. Ocupação Carolina de Je...

Resiste, Carolina! Negociação, já! Despejo, não. Massacre no centro de Belo Horizonte? Inadmissível. 07/05/2018.

A Ocupação-Comunidade Carolina Maria de Jesus, no centro de Belo Horizonte/MG, Avenida Afonso Pena, 2.300, no bairro Funcionários, está sob ameaça de iminente despejo,  o que causa a indignação das 200 famílias que ocupam o prédio, do MLB e de toda a Rede de Apoio.  A Ocupação aconteceu há 8 meses, no dia 04 de setembro de 2017, em um prédio de 15 andares que há mais de 7 anos não cumpria nenhuma função social e  permanecia abandonado.  Nesse período de ocupação, já organizaram duas Creches Comunitárias, Cozinha Comunitária, Horta Comunitária, Grupo de Teatro de Mulheres, para atender às famílias da Ocupação-Comunidade, em sua maioria formada por mulheres e crianças. Há também um intenso processo de formação das crianças, adolescentes, jovens e adultos em várias áreas da vida social. A notificação do despejo pela Policia Militar de Minas Gerais, sob o comando do Governador Fernando Pimentel, em comum acordo com o Prefeito Alexandre Kalil, de Belo Horizonte,  interrompe uma negociação que está em andamento na Mesa de Diálogos do Governo de Minas Gerais e é uma grande injustiça. Ouvidoras e Ouvidores Externos das Defensorias Públicas de vários estados do Brasil, reunidos com Movimentos Populares na Ocupação-Comunidade Carolina Maria de Jesus, nesse 07/5/2018, manifestam sua indignação e seu repúdio a esse anunciado despejo, e se solidarizam com apoio às famílias da Ocupação. É um desrespeito aos direitos e à dignidade das pessoas da Ocupação-Comunidade Carolina Maria de Jesus falar em despejo sem esgotar todos os recursos de negociação que conduzam à alternativa digna e prévia. NÃO AO DESPEJO! RESISTÊNCIA!.NEGOCIAÇÃO, JÁ. Enquanto morar for um privilégio, ocupar e RESISTIR é um direito e um dever.

*Reportagem de frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT-MG. Belo Horizonte/MG, 07/5/2018.

* Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander e assista a outros vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.






terça-feira, 8 de maio de 2018

Dr. Afonso Henrique, MP/MG: "Violações da lei não serão toleradas". Na A...

Dr. Afonso Henrique, Procurador do MP/MG: “O rompimento do estado democrático de direito não vai acontecer.” Audiência Pública na ALMG. Conflitos fundiários no norte de MG. 25/4/2018.

Milícias armadas, comandadas por latifundiários, ameaçam e atacam camponeses e camponesas no norte de Minas Gerais.  Julgando-se acima de tudo e de todos, violam direitos, afrontam as leis e oprimem trabalhadores e trabalhadoras rurais que lutam por direito à terra , com a qual se relacionam com responsabilidade ecológica, e à moradia que lhes dê o abrigo, a dignidade humana. Nesse vídeo, a eloquente intervenção do Dr. Afonso Henrique, procurador de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais da Área de Conflitos Agrários, que deixou clara sua mensagem aos latifundiários e suas milícias armadas: “Essa questão do rompimento do estado democrático de direito ainda não aconteceu e não acontecerá. (...) A ação de milícias armadas será tratada como uma violação da lei.”

*Vídeo original: TV Assembleia – ALMG. Apoio: Frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT/MG. Belo Horizonte/MG, 25/4/2018.

* Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander e assista a outros vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.





segunda-feira, 7 de maio de 2018

Frei Gilvander: A paz é fruto da justiça/Audiência na ALMG em BH/Conflit...

Frei Gilvander: “A paz é fruto da justiça social, agrária, ambiental, urbana e geracional”. Audiência Pública na ALMG dia 25/4/2018.

A União e o estado de Minas Gerais intencionalmente não promovem a Reforma Agrária, com políticas públicas que garantam o acesso à terra, à moradia, à segurança alimentar,  à redução das desigualdades sociais, o respeito à dignidade humana. Esse conluio com o latifúndio avaliza e faz do Poder Público cúmplice dos latifundiários que se organizam com milícias armadas para causar terror e praticar violência contra famílias de Ocupações-Comunidades no campo, no norte de Minas Gerais, que ocupam terras devolutas e/ou que não cumprem sua função social que, por lei, devem ser destinadas à Reforma Agrária. A denúncia dessa violência crescente foi feita na Audiência Pública da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, realizada no dia 25/4/2018. Nesse vídeo, a intervenção de frei Gilvander Moreira, da CPT-MG, que defende, com fundamentação e argumentos legais e morais, essa luta justa e necessária do povo  pelo direito à terra e à moradia.

*Vídeo original: TV Assembleia – ALMG. Apoio: Frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT/MG. Belo Horizonte/MG, 25/4/2018.






domingo, 6 de maio de 2018

Acampamento Nova Jerusalém/MG: culto. Fé, resistência e união, em Nova S...

Acampamento Nova Jerusalém, em Nova Serrana, MG – Culto Ecumênico - Fé, resistência e a força da união na luta pela terra e pela moradia. 3ª Parte – 28/4/2018.

Frei Gilvander Moreira e apoiadores reúnem-se para Celebração de um Culto Ecumênico com famílias do Acampamento Nova Jerusalém, vítimas do covarde despejo praticado pela Polícia Militar de Minas Gerais, por determinação da Vara Agrária do Poder Judiciário do estado de Minas Gerais, com apoio do Prefeito  de Nova Serrana,  Eusébio Lago (PMDB) e do Governador Fernando Pimentel (PT). A Palavra de Deus ilumina esse encontro de celebração da vida, de partilha de fé, de renovação da esperança, de fortalecimento da luta e resistência. Nesse vídeo, o relato comovente de Luciana, diabética, hipertensa e vítima de AVC. Também nesse vídeo, a palavra profética e pastoral de frei Gilvander, da CPT, das CEBs e do CEBI,  encorajando a todas e todos, animando-os a se inspirarem em Jesus de Nazaré, cuja ressurreição nos dá também a garantia da vitória da luta pela vida sobre qualquer situação de opressão e de morte.

*Filmagem de Geraldinho e Luciana. Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação do CPT-MG. Nova Serrana/MG, 28/4/2018.

* Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander e assista a outros vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.






sábado, 5 de maio de 2018

Dr. Élcio Pacheco/ Denúncia. Conflitos fundiários no norte de MG/Audiênc...

Conflitos fundiários no norte de MG/Audiência Pública na ALMG/ Dr. Élcio Pacheco/ Denúncia sobre a formação de milícias armadas. 25/4/2018.

Em Audiência Pública da Comissão de Direitos Humanos da ALMG, realizada no dia 25/4/2018, representantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), da CPT (Comissão Pastoral da Terra) em Minas Gerais, da Defensoria Pública e do Ministério Público de Minas Gerais, e de diversos Movimentos Populares apresentaram denúncia da grave situação de violência sofrida pelas famílias das Ocupações-Comunidades, no norte de Minas, praticada por milícias comandadas por latifundiários. A Audiência teve como foco principal o ataque dessas milícias ao Acampamento de Sem Terra, do MST, à beira da Estrada da Produção, no município de Montes Claros, no dia 18/4/2018. O grupo, comandado por latifundiários, cercou as quase 100 famílias do Acampamento, com muitas crianças, bloquearam a estrada com tratores, impediram entrada de água e alimentos, queimaram a bandeira do MST. Violação de direitos, humilhação, total desrespeito aos direitos das pessoas e à dignidade humana. Vale lembrar que a área ocupada era pública, do governo de Minas Gerais e ociosa, há anos, sem cumprir sua função social. Nesse vídeo, a intervenção do Dr. Élcio Pacheco, da Comissão de Direitos Humanos da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) em Minas Gerais, que fez a leitura da Denúncia sobre a formação de milícias armadas do latifúndio no norte de Minas Gerais, cujo documento é assinado por dezenas de Entidades e Movimentos ligados à luta por direitos.

*Vídeo original: TV Assembleia – ALMG. Apoio: Frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT/MG. Belo Horizonte/MG, 25/4/2018.

* Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander e assista a outros vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.






sexta-feira, 4 de maio de 2018

Acampamento Nova Jerusalém/Nova Serrana, MG: Povo de Deus em luta. Culto...

Acampamento Nova Jerusalém, em Nova Serrana, MG – Povo de Deus em luta construindo libertação. Culto Ecumênico – 2ª Parte. 28/4/2018

Depois de três despejos nos dias 26 e 27/4/2018, com seus pertences arrancados e levados pra algum lugar que desconhecem, violentados em sua dignidade, desrespeitados em seus direitos, as famílias do Acampamento Nova Jerusalém,  que ocupavam a fazenda Canta Galo, com 178 hectares de terra, do Governo de Minas Gerais, no município de Nova Serrana, centro-este de MG,  reuniram-se para um Culto Ecumênico no sábado, 28 de abril de 2018, sob a coordenação de frei Gilvander Moreira, com a  presença solidária de várias pessoas que fazem parte da Rede de Apoio  nessa luta pela terra e pela moradia que lhes foi tirada. Na partilha da palavra, a tristeza e a indignação diante da violação de direitos de que foram vítimas, mas, sobretudo, a força renovada que brota da fé, da comunhão, da união da comunidade na continuidade dessa luta por direitos, construindo libertação. Nesse vídeo, o depoimento de moradores/as e a terna palavra de crianças do Acampamento que, com pureza, nos comovem ao falar de suas casas e da terra onde moravam.

Filmagem de Luciana e Geraldinho, do Acampamento Nova Jerusalém.
Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT-MG. Nova Serrana/MG, 28/4/2018.

* Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander e assista a outros vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.